Compreensão e Interpretação de Texto em Inglês

1.DESENVOLVENDO HABILIDADES DE LEITURA EM LÍNGUA INGLESA

a. Habilidades de Leitura

O objetivo maior, neste primeiro momento, é que seja desenvolvido sua capacidade de leitura e compreensão de textos escritos em língua inglesa.

Duas estratégias são fundamentais para compreensão de qualquer texto em qualquer idioma: Guessing e Predicting. Ao longo dessa competência, algumas atividades são propostas para se possa sempre que quiser ou precisar, praticar e consolidar essa área.

i. Predicting X Guessing

Duas estratégias para compreensão de textos:

  1. Predicting

Na figura abaixo está faltando o último quadrinho. Algumas perguntas podem, imediatamente, ser feitas: Qual seria o conteúdo do último quadrinho? Como ele será concluído?

No primeiro quadrinho Garfield questiona se há peixes no lago. Logo no segundo quadrinho aparece um peixe afirmando que existem peixes. E então? O que virá a seguir?

O leitor, ao se deparar com essa tirinha, deve fazer as seguintes perguntas: As ideias interpretadas foram parecidas com a do cartunista? No momento de elaboração das ideias foram levadas em consideração todas as pistas apresentadas no texto? Independente das respostas obtidas A estratégia específica de leitura utilizada é chamada Prediction.

Predicting é uma estratégia usada a partir de palavras chaves, títulos e subtítulos, do que já se tem conhecimento prévio sobre o assunto, onde são levantadas hipóteses e previsto o assunto do texto. É sempre bom lembrar que quanto mais experiente for o leitor maior será a capacidade dele de prever as próximas informações, assim como independentemente de qualquer estratégia, quanto maior for o seu conhecimento de vocabulário da língua inglesa mais facilmente o texto será compreendido.

Levando em consideração a seguinte pergunta que é o título de um artigo em um jornal: What can technology do for you? Que perguntas ou vocabulário vêm em mente? Tudo o que se consegue lembrar ou o que foi associado chama-se de conhecimento prévio do assunto. Essa é uma das principais características da estratégia Predicting e deve ser amplamente usada por quem está lendo um texto principalmente em outro idioma que não seja o idioma nativo do indivíduo.

  1. Guessing

Guessing é quando a tradução de palavra por palavra  é deixada de lado, e tenta entender algumas palavras pelo sentido da frase, sem ter de buscar as mesmas no dicionário. Para usar corretamente a estratégia de Guessing, é necessário ter claramente definido o significado da palavra cognato

O grande perigo dessa estratégia é acabar usando erroneamente uma palavra que parece ter o mesmo significado, por terem escritas semelhantes, mas possuem significados completamente diferentes. Esses termos são o que chamamos de falsos cognatos e é recomendado que se tenha um bom conhecimento deles para que a compreensão textual não seja afetada. Logo abaixo dois quadros são ilustrados para facilitar um pouco mais.

O primeiro quadro terá os falsos cognatos, que são as palavras que parecem ter o mesmo significado em português, mas são diferentes. Enquanto o segundo quadro terá os cognatos verdadeiros que têm o mesmo significado tanto em inglês quanto em português.

Aqui estão alguns exemplos de falsos cognatos :

PALAVRA EM INGLÊSO QUE PARECE SERSIGNIFICADO REAL
assignassinaratribuir; designar
actuallyatualmentede fato; realmente
sensiblesensívelsensato
collegecolégiofaculdade
pretendpretenderfingir
pushpuxeempurre
sensitiveensatosensível
medicinemedicinaremédio
parentsparentespais
retiredretiraraposentado
petrolpetróleogasolina
applicationaplicaçãoinscrição
exitêxitosaída
lectureleituraconferência
paperpapeltrabalho publicado
advertadvertirmencionar
injuryinjúriamachucado
confidenceconfidênciaconfiança

Agora uma pequena tabela com os cognatos verdadeiros:

PALAVRAS EM INGLÊSPALAVRAS EM PORTUGUÊS
patientpaciente
honesthonesto
momentmomento
Namenome
numbernúmero
prepositionpreposição
dancedançar
movemover
normalnormal
alphabetalfabeto
admireadmirar
coffeecafé
Areaárea
passportpassaporte
correctcorreto

ii. Skimming X Scanning

Será falado agora das duas técnicas mais utilizadas na leitura de um texto em uma língua estrangeira, segundo os estudiosos: SKIMMIMG e SCANNING.

SKIMMING é o ato de fazer uma leitura rápida do texto para retirar os conceitos e as ideias principais, ou seja, em outras palavras, faz-se uma exploração geral do texto sem se deter a um ponto específico. Neste momento, dever-se-á buscar a ideia geral do texto. Quando estiver usando essa estratégia, é necessário rapidamente passar os olhos pelo título, ler os parágrafos, as palavras chave e ao finalizar a leitura, será possível saber do que o texto trata como um todo.

O termo SKIMMING deriva do verbo TO SKIM que significa desnatar (o leite), tirar da superfície. Fazendo uma analogia, é como se fosse extrair a nata do texto (o nosso leite).

SCANNING também envolve dar uma lida rápida, mas deve-se usar essa estratégia quando o objetivo é encontrar algo específico no texto, isto é, quando se sabe exatamente o que está procurando. É exatamente o que se faz com um SCANNER quando necessitamos copiar um texto: selecionamos uma informação específica e nos fixamos nela.

Na leitura de texto de uma língua estrangeira onde não há muito tempo para consulta frequente no dicionário, usa-se as duas técnicas. Obviamente, o uso de uma técnica não exclui o da outra. É possível fazer a leitura de qualquer texto utilizando a técnica de SKIMMING e de SCANNING.

  • Primeiramente, o SKIMMING é feito durante a leitura do texto e logo após a leitura, onde se questiona se há perguntas onde se deve encontrar as respostas no texto o que está sendo procurado no texto e quais informações são as mais relevantes para a sua busca.
  • Uma dica interessante é que quando se tem perguntas que deva achar as respostas no texto, sempre ler primeiro, essas perguntas, pois já irá para o texto sabendo exatamente o que precisa ser encontrado.

A leitura do texto abaixo possibilita praticar essas estratégias. Primeiramente, será feito o SKIMMING do texto e logo após a leitura, há uma das perguntas de uma prova referente a esse texto. 

Brazil: One Growth Obstacle after Another

After just eight months in office, President Luiz Inácio Lula da Silva of the left- wing Workers’ Party has won congressional approval for economically critical and politically controversial pension and tax reforms.

Now, however, Lula faces a bigger challenge: reviving Brazil ‘s economy. In 2003’s first half,

Brazil’s economy fell into recession. Most economists expect growth for the entire year to be a miserly 1%.

And a government linked research group recently embarrassed ministers by predicting growth of just 0.5% in 2003. Taxes are a serious obstacle to growth. Brazil’s tax burden is among the highest in the world, equal to 41.7% of salaries.

Reforms now proceeding through Congress will simplify the tax system, but won’t reduce the total burden. That will be possible only if interest rates fall and the government can keep spending in check, thereby reducing the amount of money needed to pay its own debts. For now, Brazil’s economy is going nowhere.

The picture of the current Brazilian economy given by this article is:

  1. highly optimistic.
  2. guardedly hopeful.
  3. unremittingly positive.
  4. faintly negative.
  5. distinctly bleak.

Caso sejam utilizadas as estratégias que vimos anteriormente muito provavelmente chegou à alternativa certa que seria letra ‘D’. Lendo primeiramente a pergunta, é possível perceber que ela quer saber o estado atual da economia nacional. Alguns cognatos verdadeiros foram encontrados no texto como economy, president, obstacle, government, taxes, possible, reduce, critical, controversial, reform e simplify. Essas palavras já dão uma grande ajuda sobre a informação pedida na pergunta. Usando o Skimming associado ao Predicting já se consegue ter uma boa noção do que o texto fala que era a situação difícil da economia do Brasil no período indicado no texto. Lembrando que quando procurar uma resposta, leia primeiramente a pergunta e as opções antes de ler o texto inteiro, pois a informação que precisa encontrar será explícita. Então, após o Scanning chegaria à conclusão de que a situação da economia brasileira, naquela época, era extremamente negativa.

iii. Utilizando Recursos Tipográficos

Como foi visto na competência anterior, os falsos cognatos são palavras que merecem a atenção para que não se tenha uma falsa compreensão com relação aos termos ou ao contexto de um texto.

Neste momento, serão apresentadas ferramentas que possibilitarão identificar os recursos tipográficos, que podem ser encontrados em vários textos. Serão vistas algumas atividades usando diferentes gêneros, a fim de que se desenvolva, cada vez mais, a sua capacidade de compreensão. 

As marcas tipográficas, também chamadas de pistas ou chaves tipográficas, são recursos visuais usados nos textos para chamar a atenção do leitor. Elas podem ou não, transmitir informações representadas por palavras. Reconhecê-las é um auxílio bastante útil à leitura.

iv. Outras Estratégias para Facilitar sua Compreensão Textual

Além das estratégias principais vistas acima, é necessário também utilizar outras ferramentas básicas que facilitam bastante sua compreensão textual. Em um texto onde se precisa encontrar informações específicas baseadas em perguntas, antes de tudo é necessário identificar os pronomes interrogativos que iniciaram as perguntas, os populares WHs. Se uma pergunta foi iniciada com Who, que significa ‘quem’, obviamente, será necessário procurar uma pessoa no texto, fazendo com que automaticamente se descarte todas as outras palavras no texto. E se houver mais de uma pessoa no texto? Basta procurar o verbo da pergunta e o mesmo verbo no texto. A pessoa que estiver praticando aquela ação no texto será a pessoa da informação que está sendo procurada. O mesmo deve ser feito com as perguntas que comecem com Where, que significa  ‘onde’, permitindo ao leitor procurar um local no texto; e com as perguntas iniciadas por When, que significa ‘quando’, permite procurar um período específico de tempo. Essas palavras, popularmente chamadas Wh – têm a classificação gramatical de question words ou wh – words que correspondem aos nossos pronomes interrogativos. A melhor tradução para question words é marcadores de perguntas, aquelas palavras que sempre estarão presentes na hora de uma pergunta na língua inglesa.

v. Leitura de E-mails

Uma vez trabalhado algumas importantes formas de leitura de textos, é preciso lembrar que em um idioma é sempre bom estarmos preparados para a utilização das quatro habilidades comunicativas: speaking, listening, writing and reading, respectivamente, fala, audição, escrita e leitura. Qual será a reação do leitor quando receber um e-mail em inglês solicitando algo no seu ambiente de trabalho? Qual dessas habilidades acima mencionadas será necessária para que seja possível ser bem sucedido na tarefa designada? É necessário saber de todas as palavras para que eu possa compreender o que me foi enviado?

Agora serão trabalhadas algumas estratégias de leitura para que se possa compreender bem os possíveis e-mails recebidos. 

From: Silvia King

To: Mr. Silva

Subject: Information about the meeting

Dear Sir

I would like to know the day and time of the next meeting in the Auditorium in September. I would like to book the room this week, if possible. Could you send me some information about it? I would also like to have some information about the number of people that will be in our meeting.

Please confirm the email. Sincerely, Silvia King

Então, com as palavras chaves do e-mail sendo decifradas fica fácil saber o que a pessoa Deseja, isto é, fazer uma reserva do auditório no mês de setembro (September) e para que essa reserva seja feita, ele precisa saber dos dias e horários da reunião. Ao final do e-mail a Srª Silvia pede informação sobre o número de pessoas na reunião e solicita a confirmação da reserva.

Interessante notar o tom de formalidade usado pela Silvia King usando sempre a expressão “I would like” que significa “eu gostaria”. Percebe-se também que o e-mail é curto e simples, sem muita variação e isso é bastante comum. Cabe lembrar que nem todos que escrevem em inglês são fluentes no idioma, então utilizam um vocabulário simples e são diretos e objetivos nas suas solicitações. Uma coisa que sempre gosto de pontuar a meus alunos é que não é necessário entender todas as palavras para entender o texto.

Procurando as palavras chaves, os principais verbos, o vocabulário que já existente e isso sem dúvida torna mais fácil a compreensão textual como um todo. Uma das maiores e frequentes dúvidas dos alunos de língua inglesa é saber a preposição correta a ser usada em um momento de produção. O estudo das preposições na língua inglesa precisa de bastante dedicação e prática, principalmente, porque existem muitas preposições e as mesmas possuem diversos usos e traduções. Como no e-mail anterior foi feita uma referência a um local (auditorium), Vale deixar aqui uma dica rápida para o uso das proposições In, On, At para locais.‘In’ é usado quando nos referimos a um local LIMITADO, podendo esse limite ser dado por paredes ou limites imaginários. Exemplo: The meeting will be IN the classroom. She lives IN Recife.

Por outro lado, ON é utilizado para dois objetos quando estão em contato. Exemplo: I left a message ON the wall ou The machine is ON the desk. 

Para finalizar essa comparação AT é usado para locais usados como referência. Exemplo: I saw her AT the bus stop.

2. DESENVOLVER PRODUÇÃO DE TEXTOS NA LÍNGUA INGLESA E AMPLIAÇÃO DE VOCABULÁRIO

Será visto agora, um dos temas de maior dificuldade para os alunos de língua inglesa que não são nativos: como produzir um texto sendo preciso, mencionando as informações corretas e sendo claro para o leitor. Trataremos também dos conectivos e dos elementos de coesão e coerência, cohesion and coherence, respectivamente, que são itens fundamentais na elaboração de um texto claro.

a. Respondendo E-mails

Agora que trabalhamos as estratégias de leitura adequadas para que se consiga ler os e-mails com maior rapidez e desenvoltura, vamos passar para o próximo passo que é responder esses e-mails de forma correta, usando os corretos níveis de formalidade e utilizando as expressões apropriadas. É sempre bom lembrar que quanto mais vocabulário o leitor tem, mais fácil será interpretar esses e- mails.

From: Silvia King

To: Mr. Silva

Subject: Information about the meeting

Dear Sir

I would like to know the day and time of the next meeting in the Auditorium in September. I would like to book the room this week, if possible. Could you send me some information about it? I would also like to have some information about the number of people that will be in our meeting.

Please confirm the email. Sincerely, Silvia King

A pessoa que enviou o e-mail já deve ter informações suficientes para ter escolhido o auditório anteriormente e  precisa apenas das informações solicitadas. Nunca se deve esquecer do tratamento formal. Iniciar o e-mail com a palavra Dear indica certa formalidade, respeito e cordialidade, seguido da palavra Sir (senhor), caso o hóspede seja do sexo masculino ou Madam (senhora), se for do sexo feminino. Outra forma bastante educada é utilizar as abreviações ‘Mr.’ (para homens) ou ‘Ms.’ (para mulheres) seguidos do sobrenome. Nesse caso do e-mail acima, seria possível usar Dear Ms. King ou Dear Madam:

Caro senhor e Cara senhora, respectivamente’. Caso o locutor estivesse se reportando a uma pessoa do sexo masculino, poderia-se usar as expressões: ‘Mr.’, seguida do sobrenome ou ‘Dear Sir’ que são muito mais apropriados em comunicações da área de negócios.

Após esse início comece a responder o que lhe foi solicitado. Procure sempre usar os verbos que a própria pessoa utilizou na solicitação para que também facilite a compreensão do mesmo. No caso do e-mail, era possível prosseguir utilizando a seguinte expressão: “I would like to confirm the days for the Auditorium meeting.”

“The meeting is going to happen on September 13th and 14 th.” 

Outro ponto importante a ser colocado é o uso do verbo is going to happen. Nesse caso como é feita uma referência a uma ação que está sendo planejada no futuro deve sempre utilizar a forma do Futuro Simple BE GOING TO.

Caso se quisesse mencionar algo apenas como uma possibilidade deveria ser usada outro verbo auxiliar que seria o WILL. Importante lembrar que WILL e BE GOING TO são os auxiliares apropriados para falar de qualquer ação no tempo futuro. No entanto, é necessário ter cuidado apenas em saber se é uma ação previamente planejada, onde se deve usar o BE GOING TO, ou uma ação de momento ou com pouco planejamento, onde se deve usar WILL.

Fica faltando apenas confirmar o número de pessoas que estarão na reunião. Caso seja possível confirmar o número de pessoas, utiliza-se a seguinte frase: I confirm the number of people in the meeting: 10. Antes do verbo confirmar, confirm, pode-se também utilizar o verbo modal can que indica um pouco mais de formalidade. Caso não se possua a informação solicitada e não exista ideia sobre quantas pessoas comparecerão à reunião, o mais interessante seria utilizar a expressão: I am sorry, but the number of people in the meeting is still not available (Desculpas, mas o número de pessoas  não está disponível). 

Para dar informações mais precisas do auditório e qualquer informação adicional de horários ou itens presentes no local, o mais sensato seria ter um documento disponível sobre esses serviços adicionais que poderia ser enviado em anexo, consequentemente não precisará se arriscar muito utilizando informações mais complexas. 

Caso esse documento não esteja acessível, informa-se apenas o horário  de funcionamento do auditório e que a pessoa terá mais informações no próprio local com a pessoa que é responsável pelo funcionamento do mesmo. “The auditorium is opened from 8 am to 4 pm. Further information in the place.

A finalização de um e-mail é tão importante quanto o começo do mesmo. A maneira como ele foi iniciado determinará a forma de seu encerramento. Se o e-mail começou o e-mail com “Dear e o primeiro nome” de quem receberá sua mensagem, então deve-se assinar apenas com seu primeiro nome. Se a mensagem foi iniciada com “Dear Mr. e o sobrenome” então é necessário assinar o nome completo. O encerramento depende do nível de formalidade e familiaridade. Sincerely é usado para finalizar e–mails que começaram com “Dear Sir”. 

Além dessas formas já mencionadas, outras várias formas podem encerrar uma correspondência: “Love” indica um nível bem maior de intimidade e de baixíssima formalidade. “Fondly” e “Affectionately”, que são formas diferentes de dizer com carinho, também indicam baixo grau de formalidade e devem ser usados apenas para pessoas que se conheçam muito bem e tenha um bom nível de intimidade. “Kind regards”, “Best wishes” e “Warmest regards” são menos íntimos, significam o equivalente ao nosso “desejo tudo de bom” e podem ser usados para pessoas com um nível menor de formalidade e com conversas do dia a dia.

No caso do e mail recebido pela senhora King, finaliza-se o e-mail com “Sincerely”.

Dear Ms. King

I would like to confirm the days for the Auditorium meeting. The meeting is going to happen on September 13th and 14 th .I confirm the number of people in the meeting: 10 / I am sorry, but the number of people in the meeting is still not available.

I’m attaching a file with information about the auditorium / The auditorium is opened from 8 am to 4 pm. Further information in the place.

Sincerely, Paul Victors.

É notável que foram utilizadas as estratégias mais simples para que a comunicação seja direta e objetiva. Usando essas estratégias, o idioma é utilizado de forma correta, o locutor será perfeitamente compreendido e não terá muitas dificuldades para conseguir atender os seus clientes. Note também que as duas possibilidades foram colocadas no exemplo dado acima. Na língua inglesa, os textos em geral são sempre objetivos e possuem as estruturas mais claras possíveis.

i. Netiquette

Assim como havia e há formas corretas e incorretas de escrever cartas, o envio de mensagens via Internet é um território governado por regras e costumes. A linguagem da Internet é curta e requer o uso de abreviações, símbolos e acrônimos, o que não é aceitável em textos escritos a mão. E-mail é algo menos formal, embora isso não queira dizer que certas expressões de formalidade devam ser ignoradas, assim como vimos na competência anterior. A saudação em um e-mail informal geralmente é Hi. “Dear” junto com o primeiro nome da pessoa, exemplo Dear Paul, pode ser omitido já que a saudação inicial já foi dada. É essencial que o fechamento do e- mail seja com o nome do remetente, já que o endereço eletrônico não é o suficiente para saber exatamente quem está falando.

No processo de descrição das ideias há duas coisas que se deve evitar: SHOUTING que é o uso de letras maiúsculas em sequência para descrever uma situação e “Spamming”, que é o envio de e-mails desnecessários de vínculo pessoal ou comercial que não são de interesse do destinatário. Evitar usar essas duas formas de comunicação eletrônica hoje em dia faz com que o locutor não seja vítima de “Flaming” – que é quando uma pessoa sofre diversas críticas e essas são divulgadas na rede prejudicando a imagem da pessoa no mercado de trabalho.

ii. Job Application Letters

Esse tipo de Letter ou E-mail é extremamente importante,pois espera-se que o locutor queira causar uma boa impressão em seu provável empregador. Algumas empresas costumam solicitar cartas escritas a mão ou até mesmo solicitam uma carta virtual (e-mail mais formal) para saber se a pessoa consegue apresentar um bom layout e se a pessoa consegue se apresentar corretamente pela linguagem escrita. Se o remetente estiver enviando um currículo em anexo, ele não deve duplicar as informações, a não ser que seja solicitado a colocar no próprio e-mail as maiores qualidades, habilidades e realizações prévias no mercado de trabalho. 

iii. Letters of Appology

Apesar de, praticamente, ter sido extinta pelo ‘corre-corre’ corporativo, a Letter of Apology é um tipo de correspondência importantíssima na língua inglesa. Ela geralmente é bastante difícil de ser escrita, mas deve ser levado em consideração que uma correspondência que tenha como objetivo um pedido de desculpas deve ser bem mais reflexiva e mais efetiva do que um simples “Me desculpe” cara-a-cara. É um tipo de correspondência que mesmo para uma pessoa mais próxima é necessário ter um tom de formalidade altíssimo e sempre de acordo com a seriedade do que foi cometido erroneamente. Entretanto, em todos os casos ela deve ser breve, e é muito importante ir direto ao ponto no primeiro parágrafo. Sugestões para consertar o que foi feito incorretamente também devem ser colocadas no texto. 

Dear Helen,

Just wanted to say that I am so sorry about breaking your electronic calculator. You said it was an old one; thank goodness it wasn’t an antique! I’m going to start looking for a new one next Monday!

Love, Paul.

Veja que a pessoa que escreveu foi diretamente ao ponto comunicando o acontecido: I am so sorry about breaking your electronic calculator e logo após um rápido comentário sobre como se sente em relação ao acontecido ela já informa o que vai fazer para tentar resolver a situação: “I’m going to start looking for a new one next Monday!” Para finalizar a pessoa usou Love, que demonstra um alto nível de intimidade e aproximação com o destinatário do e-mail. 

iii. Invitation

Um convite deve conter todas as informações que um convidado precisará saber:

  1. quem está proporcionando o evento?
  2. para quem é o evento?
  3. ocasião?
  4. localização?
  5. data?
  6. hora?
  7. detalhes de como responder e onde responder?

Hoje em dia com a expansão das redes sociais em nossas vidas, alguns  eventos devem ser respondidos através de confirmações na própria rede social. Caso as pessoas devam ir vestidas de uma forma em especial, é necessário ir direto ao ponto (get straight to the point), e mencionar no convite para as pessoas perceberem a importância do fato. Obviamente o tipo de convite enviado  vai determinar (dictates) o layout e o visual do convite. O convite para um happy hour vai ser totalmente diferente de um convite para comparecer à celebração de uma conquista da empresa. O nível de formalidade no e- mail convite para chamar a pessoa, depende do quanto o destinatário e o remetente se conhecem e de quão formal o evento vai ser. É esperado que seja recebido um e-mail de retorno de seu convite, contendo um agradecimento ou a confirmação da presença da pessoa no evento.

iv. Trabalhando os Conectivos

Nas habilidades anteriores foram apresentadas diversas formas de produzir textos na língua inglesa. Agora, será visto algo tão importante e essencial na produção e compreensão de textos ainda mais elaborados, que são os conectivos.

Os conectivos, também chamados por connectives connectors, discourse markers ou linking words; são palavras que contribuem para a  coesão, ou seja, harmonia, de um texto. Os conectivos podem unir partes de uma oração, frases em um parágrafo ou parágrafos em um texto. Há alguns tipos de conectivos, tais como os sequenciadores temporais (at night, in the afternoon), como os marcadores espaciais (at home, inside the hospital) e como os conectores lógicos (firstly, because). Esses conectores lógicos podem ser divididos em quatro grandes categorias, por expressarem relações de adição, contraste, causa e efeito ou sequência.

Analisando o texto abaixo e veja como esses conectivos são utilizados no texto, com principal finalidade de ter maior coesão e coerência e facilitando a leitura de quem se dedica a fazer a compreensão do mesmo.

Note que a estória é minuciosamente descrita pelo autor do texto que utiliza esses conectivos em negrito para que o leitor possa fazer a transição de diferentes momentos do que foi descrito. Existem vários conectivos, desde os mais informais quanto os que expressam maior grau de formalidade. 

INTRODUÇÃOINTRODUCTION
Em primeiro lugar, … / Antes de tudo, …/ Para começar, … / Para início de conversa, …First of all, … / In the first place, … / To begin with, …
REFERÊNCIAREFERENCE
Com relação a … / No que diz respeito a… / No que tange a …Regarding … / With regard to … / Concerning … / Considering …
INTRODUÇÃO OPORTUNA DE NOVO ASSUNTOCHANGE OF SUBJECT
A propósito, … / Por falar nisso, …By the way, … / Speaking of that, … / Incidentally …
CONFORMIDADEAGREEMENT
De acordo com … / Conforme … /…SegundoAccording to … / In accordance with …
ÊNFASEEMPHASIS
Principalmente … / Sobretudo … /…Especialmente …/AindamaisEspecially / Mainly / In particular…………/Moreimportant
CAUSA E MOTIVOCAUSE
Porque … / Por causa de … / Uma vez…que…/Jáque…/Vistoque / Pois …Because … / Since …
Em função de … / Em razão de … / Por……motivosde/Emvirtudede / Devido a …As a result of … / Due to …
CONCLUSÃO LÓGICAINFERENCE, CONCLUSION
Portanto, … / Então …Therefore, … / So, …
PROPÓSITOPURPOSE
Com o objetivo de / A fim de… ………que/ParaIn order to ………that/Inaneffortto
INDICADORES DE CIRCUNSTANCIALIDADEDEFINING CIRCUMSTANCES
Em meio aIn the midst of
CERTEZAASSURANCE
Sem dúvida / Certamente / Com certeza / Evidentemente …Of course / For sure / Definitely / Certainly / Without a doubt

v. Cohesion and Coherence

Na habilidade anterior estudamos vários conectivos e observamos que eles podem expressar diversas relações de sentido. Os conectivos são elementos que contribuem para a coesão textual.

Agora será visto um pouco sobre coesão em textos escritos em língua inglesa, como também alguns conceitos sobre a coerência textual.

É possível, então, dizer que um texto só é ao mesmo tempo coeso e coerente se seus elementos estão bem ligados entre si e se esses fazem sentido como um todo. Leia atentamente o próximo parágrafo:

A Computer System

A computer system consists of a central processing unit (CPU), input devices, and a monitor. The CPU stores data and processes it. The input devices enable users to enter data and to manipulate that data. Both the users and the CPU need input devices—the users to send commands and the CPU to receive them. The monitor displays the data that the users enter and also displays the effects of commands that the users give the CPU to manipulate that data. Only the users need the monitor; the CPU can do all its work without displaying any of the results.

É possível notar que há termos que se repetem ou que se referem a algo já dito em uma frase anterior ou no próprio título, exemplo (computer, monitor). Essas palavras contribuem para a coesão desse parágrafo, pois sempre retomam os termos utilizados desde o início, fazendo com que o leitor siga a linha de raciocínio do autor.

Para ter maior facilidade tanto na compreensão quanto na produção de textos, vale destacar que a coesão é composta de termos e expressões que unem os diversos elementos do texto e buscam estabelecer relações de sentido entre eles. A coerência resulta da não contradição entre as partes do texto.

4.7 / 5 ( 3 votes )

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *